Quando falamos em Xamanismo, é comum pensarmos na imagem de um índio curando ou participando de um ritual, mas o Xamanismo vai muito além de nossos pensamentos. A palavra Xamã é um termo da língua siberiana (Tungúsia), e quer dizer “aquele que enxerga no escuro” ou aquele que tem experiência em viajar pelos mundos dos espíritos.

O xamanismo é a grande alma de nosso planeta, é o caminho de acesso a consciência maior da Mãe Terra, é a reconexão de nossa Consciência Cósmica.

Todos os antigos povos e civilizações possuem seus Deuses relacionados ao Xamanismo e aos quatro elementos: Água, Ar, Fogo e Terra. Esses Deuses são grandes energias cósmicas que trouxeram toda a sabedoria do universo em um tempo que tudo recomeçava, não existindo ainda uma consciência planetária maior (Grade Cristalina) onde fosse possível acessar informações.

Por esse motivo, durante muitas décadas, diversos deuses e divindades semelhantes surgiram em diferentes civilizações: Zeus, Toth, Osiris, Isis, Pachamama, Viracocha, Shiva, Ganesha, Laksmi e outros milhares. Esses deuses eram manifestações da energia cósmica universal, que se apresentava de diversas formas, trazendo informações necessárias para o crescimento de suas civilizações. Embora a semelhança entre eles, eram retratados diferentemente por cada uma das civilizações, possuindo seus próprios nomes, características e o que os diferenciava de cada civilização, a essência de cada povo. Por virem da mesma fonte, é comum encontrarmos deuses de diferentes povos com semelhanças, histórias e poderes parecidos. Eles também trazem ao ser humano, o acesso a simbologia cósmica, conhecida atualmente como geometria sagrada, no qual encontramos diversos símbolos geométricos iguais que aparecem em várias civilizações em diferentes locais no planeta. Essa é a Linguagem da Luz, a Linguagem Cósmica Universal que o Ser Humano começa a ter acesso agora e descobrir a sua grande importância.

Tudo é arquitetado e conduzido por uma fonte maior (Criador, Deus, Divino, etc) para chegarmos nesse estágio de Despertar e Ascenção em que nosso planeta se encontra hoje. Milhares de nós, velhas almas, já estamos em nosso planeta há mais de 100.000 anos, e também fizemos parte dessas grandes civilizações e de muitas outras anteriores a essas. Temos dentro de nós, o conhecimento Xamânico Cósmico, que é a conexão de nosso ser divino, de nossas almas, a conexão a toda a sabedoria cósmica universal.

Quando achamos que estamos tendo uma idéia e criando algo, não estamos inventando nada novo, porque tudo já coexiste no Cosmos. Nesse processo o que realmente acontece é que o universo reconhece que estamos em um momento de luz plena, somos merecedores e estamos prontos para poder acessar aquela informação e “inventar”. Resumindo, ninguém cria ou inventa nada sozinho, somos todos co-criadores, junto ao Universo. Este texto é uma co-criação junto ao universo, ou seja, significa que estou acessando este texto em algum espaço tempo do universo, e escrevendo para que possa ser lido no agora.

Essa é a hora de fazermos a nossa parte, despertando e nos reconectando aos conhecimentos de nossas outras almas, trazendo para o momento do agora, ajudando asim na elevação de nosso planeta. A Mãe Terra pede ajuda, para que reincorporemos nossa sabedoria xamânica para esse grande momento cósmico.

Estamos aqui neste espaço tempo, pois nos comprometemos a fazer esse papel, acessando nossos registros, e trazendo os conhecimentos ancestrais adquiridos em outras almas para trabalharmos junto as novas energias da ascenção. Todos nós, já tivemos alma xamânica em algum momento de nosso espaço tempo, mas alguns possuem uma conexão mais forte e conhecimentos superiores, que são necessários para o agora.

Os Pleiadianos, seus ancestrais xamânicos estão prontos para ajudá-los em seu despertar, e suas equipes de guias e mestres esperam por vocês.

Esse é o chamado de Gaia para o despertar das Novas Almas Xamãs.

Bem vindas Novas Almas Xamânicas!
Makia